• Leandro Waldvogel

Virgin Atlantic: lição de storytelling e diversidade.




Companhias aéreas sempre ofereceram oportunidades extraordinárias para se criar marcas carregadas de um rico storytelling e que contam belas histórias de suas nações. A Virgin Atlantic é um desses exemplos geniais de branding. No mercado inglês, onde a British Airways é a rainha, a Virgin é o Príncipe Harry, e conseguiu se afirmar como um nome forte, arrojado, desejado. Agora, para celebrar a diversidade do povo do Reino Unido, a companhia reformula uma de suas logomarcas mais representativas: a “mulher voadora”. A porta-bandeira loira que estava estampada no nariz de cada aeronave da Virgin está sendo substituída por 5 novos ícones: uma mulher negra, uma branca, uma asiática, um homem negro e um homem loiro e gay. Assim, voando nas asas da Virgin Atlantic, um Reino Unido moderno, descolado, inclusivo e diverso visita aeroportos do mundo todo e reforça a imagem poderosa e contemporânea que a Terra de Elizabeth II tem na imaginação de todos nós. Veja as imagens na matéria abaixo. #storytelling #branding #airlines #virginatlantic #waldvogel




3 visualizações
  © Leandro Waldvogel 2019
  • email-icon-white-circle1
  • LinkedIn
  • Branca Ícone Instagram
  • Facebook - Círculo Branco
  • Branca ícone do YouTube